14 junho 2007

A hilária política brasileira


Política é coisa séria e eu gostaria de deixar meu recado a todos aqueles que estão no degrau da escada, tentando galgar um posto mais alto na política nacional. Para evitarem problemas, como estes que envolvem o presidente Lula e sua família, os senhores devem elaborar um “atestado de abandono familiar” antes de darem o próximo passo.
Neste atestado, deve constar: “Durante meu mandato, eu não tenho pai, nem mãe, muito menos irmãos”. Agora, como irmão do presidente, sendo você pobre de marré marré, fica obrigado a não pedir dinheiro emprestado a ninguém, muito menos a compadres, mesmo se o seu salário acabar no meio do mês.
Por outro lado, sendo irmão do presidente deve ser obrigado a terminar o curso de alfabetização, para aprender a não chamar amigo de irmão no telefone. Caso este seja grampeado a vaca vai para o brejo, viu meu irmão? E mais: atenção a quem você convida para compadre, hoje ele é santo mas pode virar traficante (de influências) e ainda sobre a questão “irmão do presidente”: nem pensar em ir na calada da noite a Brasília matar saudade do brother, pois à noite os gatos são pardos e gato, a palavra já diz tudo, é sinônimo de ladrão.
Alda Inacio
Publicado pela autora no jornal "O popular" de Goiás em 14/06/2007

Um comentário:

7 Pecados Mortais disse...

Olá Alda, vou-me apresentar, Sou o 7 pecados mortais (Paulo Dias). Já há algum tempo que tenho o seu blogue como um dos blogues referenciados por mim. Talvez a minha visita aqui não tenha sido a que eu mais desejava mas vou tentar melhorar nesse aspecto. Para me conhecer melhor eu faço parceria com o blogue "Valores Portugueses" em que eu já vi a sua visita. Penso que já visitou o meu, mas não posso afirmar. Gostava de lhe questionar o seguinte. o que pensa do governo Brasileiro e neste caso do Lula em relação ao acidente de aviação que aconteceu em Congonhas? Você que vive ai pode-me dar uma opinião melhor sobre tudo que rodeou este trágico acidente. Obrigada e espero uma resposta.

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.