18 agosto 2007

Precisa-se de professores no Brasil

Novamente a educação ocupa as páginas dos jornais e o diário da Manhã de Goiás fala hoje 18/08/2007 sobre a falta de professores no Brasil.
Este não é um problema de hoje; já vem se estendendo e se agravando fazem décadas. Os baixos salários dos professores dos estados e municípios, não atraem candidatos e o resultado podemos ver com estas estatísticas diante de nós.
Vejam: o conjunto de escolas públicas brasileiras está com um deficit de vagas de 402.749 professores nas mais variadas áreas e no ano passado, somente 368.688 alcançaram um diploma para exercer a profissão.
Diante disto o governo tem aberto mão de outras soluções como engajar técnicos, engenheiros e agrónomos para ocupar as vagas ociosas.
Eu enfrentei esta dificuldade quando engajei os 75 professores na inauguração do Colégio estadual Juvenal José Pedroso de Goiânia. Dos 250 currículos que eu recebi na época, somente 25 eram de professores formados. O restante eram, técnicos e estudantes. A dificuldade para montar um quadro de professores de bom nível nestas circunstâncias é muito grande.
Fazendo uma análise rápida vemos que os governantes estaduais tendem a empregar o dinheiro público em obras de grande vulto e nada empregam na melhoria dos salários dos professores. Ao longo de alguns anos a crise está decretada, como vemos atualmente e ela piora a cada dia.
Onde vamos chegar com esta crise é uma pergunta que ficará no ar, até que tenhamos políticos que invistam na educação, como prioridade nacional, em detrimento do aspecto físico da cidade.
Um país do tamanho do Brasil, onde o dinheiro escoa pela culatra, quem se preocupa em educação?
Vamos aguardar a próxima leva de políticos para ver o que mudará e você deve ficar de olho, para depois não culpar os políticos por tudo que acontece no Brasil. A culpa é minha, é sua, pós somos imbecis ao ponto de reeleger quem nada fez. Não me refiro aqui a ninguém em especial. Na verdade estamos todos dormindo e apontamos os culpados lá em Brasília. É muito fácil isto não é? Se os culpados estão lá, nós não precisamos fazer nada, não é ?
Por Alda Inacio

3 comentários:

Dina disse...

Em Portugal o problema é diferente, também não ganham muito é certo mas oproblema maior é haver excesso de professores, conseguir uma colocação sobretudo se terminaram o curso há poucos anos é muito difícil.

Crítica&denúncia disse...

Dina, adorei teu site: aqui no Brasil é calamitoso o problema mas é a realidade nacional. Abraço

NINHO DE CUCO disse...

O problema é realmente complicado mas estou em crer que uma crise abre sempre portas a uma solução.E com a pressão da opinião pública sobre as instituições as coisas acabarão por melhorar.

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.