14 novembro 2007

TUDO PELO PRAZER

Experimente fazer um jogo comigo: suponha que eu sou o "mago da lâmpada" e você pode fazer três pedidos. Eu aposto que um deles é dinheiro, o outro é amor e outro é saúde. Naturalmente! Uns dirão o requisito "paz". Verdade que a paz anda ameaçando a raça humana nos quatro cantos do mundo. Fora isto, o que é que você iria pedir? E tem graça pedir outra coisa?
Você pediria somente coisas que resumem "prazer".
Não adianta dizer o contrário, pois eu provo o que digo. Quer ver?
O dinheiro traz o prazer de viajar, comprar tudo que sonhamos e com ele podemos fazer o "lifting" sonhado, ou aquela plástica... E amor? Aha! Veja lá o reforço do prazer ! Nem precisa explicar! O que pode ter de mais prazeiroso que amor?
E para completar você precisa de saúde para obter a plenitude do prazer. Então, tenho ou não tenho razão que "tudo é pelo prazer"? Somos esravos do prazer. Não existe nada no mundo que não tenha intenção do prazer. Por trás de qualquer ação é o prazer que conta.
Você casa pelo prazer de ter um lar; você trabalha pelo prazer de ter sua liberdade financeira; você viaja para buscar prazer de ver novos lugares; você come pelo prazer da degustação; você compra tudo que pode pelo prazer de ter. Você tem prazer em ver seus filhos bonitos, formados, felizes. Tudo é pelo prazer.
E neste prazer todo, diga-me: em que pé anda o mundo ao redor de você?
Aqui você ficou com vontade de parar a leitura, certo? Portanto falar de prazer agrada e falar de "desprazer " desanima. Pensar no mundo, vem a nós a inconveniência da incerteza. O que o mundo nos reserva amanhã? E neste ponto o prazer fica ameaçado. Então, nos enchemos de bons fluídos pensando em coisas que dão prazer, para levantar o astral. Certo?
Assim é o homem e quando digo homem a mulher está enbutida nesta conotação, claro ! Pois o que seria do prazer sem a diferença de gênero? Ou seria? Claro que seria ! A livre escolha sexual tem que ser admitida e respeitada. Mais uma vez "tudo pelo prazer".
Resumindo as perpectivas devemos pensar no prazer de envelhecer (?). Calma ! Não desanima não ! É necessário pensar na velhice, na aposentadoria, onde o único prazer será ter saúde, pois amor terá uma conotação familiar e dinheiro...bof ! A gente vai vivendo, com ele ou sem ele, mas sem prazer não dá para viver.
Aí foi um texto pelo meu prazer de escrever.
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.