20 fevereiro 2008

Victor Hissel, uma prova de que o pedófilo nem sempre é um doente mental.

Estou aqui diante da televisão abismada mais uma vez, tentando entender como é possível um homem de bem, um advogado, ter prazer na pedofilia e acabar com sua carreira por razão da pedofilia, envergonhando sua família, envergonhando-se a si mesmo... estou falando do advogado Victor Hissel, o mesmo que defendeu as famílias de crianças mortas por pedófilos. Ele foi descoberto na "operação Koala" que inciou-se na Australia em julho de 2006 e já levou outros belgas presos, como foi o caso de Pascal T. de Brugge que violou suas filhas de 9 e 11 anos e relatou os fatos na Internet. Este foi condenado a 10 de prisão.
O caso do advogado Victor Hissel deixou-nos surpresos pois este advogado atuou nos casos de estupro e morte de Julie e Melissa e de repente esta pessoa que tinha uma exelente posição na sociedade belga é pego como pedófilo e mesmo que ele negue o fato, como é habitual entre acusados, a prova contra ele é seu próprio cartão de crédito, usado para pagar fotos pornográficas infantis em sites da pesada.
Segundo a mídia, a esposa vinha tendo problemas com o marido advogado, tentando fazê-lo desistir destas práticas, o que me faz reafirmar o que eu coloquei no site que criei em 2004 http://www.pedofilia-nao.inf.br/ , onde explico sem conhecimento amplo de causa, mas usando fatos observados : " o pedófilo pode ser um entre nós, boa conduta, reputação ilibada e de boa família".
Algusn casos são derivados de mente doentia, esquisofrênica, psicopata, mas, isto não é a lógica absoluta que temos visto. Quando um avô é descoberto como pedófilo, ou um advogado, pessoas de bem como este caso aqui relatado, nos perguntamos "como é possível"? Diante disto fica mais e mais evidente que devemos policiar nossas emoções, nossos fantasmas sexuais, e mesmo nossos pensamentos, antes que eles passem para o estado psicótico ou safado, pois este advogado barbudo que tenho visto diante das câmaras não passa de um grande safado.
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.