20 abril 2008

Reunião dos países do Mercosul contra o tráfico de pessoas

Mais uma vez eu volto neste assunto porque vejo a importância que ele carrega e vejo tantas pessoas de Brasilia entrarem neste Blog, afinal eu sou brasileira e meu sentimento de amor pela minha Nação me faz pensar que mesmo as migalhas de informações que aqui coloco podem ajudar a compreender e melhorar este problema de tráfico de pessoas.
Àqueles ou àquelas que entram aqui porque sabem que eu sou "turista no Brasil" rsrsrsr, deixo minha palavra : "gente, eu não sou contra brasileiros que buscam a vida fora do Brasil, até acho que todos deviam viver pelo menos um ano fora do nosso país para aprender a valorizar nossa terrinha que é maravilhosa. Vale muito estar um tempo fora, mas consciente. Sem que seja de qualquer jeito. Sem sofrer. Sem ser manchetes dos jornais.
Estou acompanhando as notícias desta Oficina de Cooperação e Coordenação de Policiais do Mercosul para o enfentamento ao Tráfico de Pessoas que acontece nestes dias em Foz de Iguaçu e pelo que li, penso que o caminho é este. O caminho é a união de forças para saber agir neste combate. Existem quadrilhas e se aproveitam da boa fé de mulheres e levam para o exterior? Isto nós sabemos. Estas mulheres devem pagar o dinheiro da passagem de ida e estadia que recebem? Isto nós sabemos. Ninguém dá nada de graça para ninguém. Estas quadrilhas se aproveitam da febre de sair do Brasil, isto nós sabemos. Com a decadência das condições Norte Americanas a rota das imigrações viraram para a Europa? Isto nós sabemos. No entanto 40% destas mulheres vendem tudo que têm para fazer este "êxodo" sem depender dos traficantes; vendem carro, arrumam empréstimos, se individam no Brasil, isto poucos sabem. E quando chegam aqui na Europa não encontram o trabalho que procuravam e caem na prostituição, isto poucos sabem. No caso da Bélgica a procura por trabalho foi reduzida ao mínimo com a criação dos "Titres de services". O governo belga investe dinheiro contra o tráfico de pessoas, por isto banca 40% do valor dos salários e o patrão só paga 60%. Somente quem tem papel em ordem pode se candidatar ao trabalho e os ilegais que aqui chegam fazem o que? Tem gente voltando com as mãos vazias aos montões.
As medidas anunciadas pela União Européia de exigir visto e de fiscalização com cadastro de entrada, são medidas bem planejadas e com certeza irão minimizar o tráfico. Mas, no caso de Portugal, como a coisa ficaria? Pedir visto para um país irmão, como é o caso de Brasil -Portugal?
Lembro-me que há mais de 7 anos passados todo brasileiro que vinha para a Bélgica descia no Aeroporto de Zaventem. Depois correu a notícia de que a entrada por Paris era livre e nunca mais vimos brasileiros descer em Zaventem. Portugal é a rota da desilusão. Eu não sei porque brasileiro meteu na cabeça que Portugal é um país rico e por isto vem gente aos montões para Portugal. A grande maioria leva o primeiro susto quando descobre (ali chegando) que o salário mínimo de 2008 em Portugal é de 426 Euros o que significa 1.107,00 reais. Isto é miséria gente ! Ninguém de sã consciência enfrentaria os riscos de uma viagem internacional por uma miséria destas! O que vemos é a desinformação e quando a realidade se apresenta o que acontece? "Ah, já que estou aqui vou fazer o que puder para ficar aqui". E assim muitas mulheres vão para a prostituição, porque voltar ao Brasil sem dinheiro....como pagar as dívidas contraídas na partida? Elas deixaram trabalho, deixaram também a promessa que fizeram à família de vencer na vida. É a palavra, a dignidade e os sonhos que estão em jogo.
Então, para enfrentar o tráfico de pessoas senhores, façam o favor de analisar todos os pontos deste complexo quebra cabeças. Que não é fácil, isto todos nós sabemos e o caminho é este aí, o da união de forças com outros países. Creio que esta reunião entre países do Mercosul está de parabens.
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.