07 maio 2008

Novidade na Bélgica "Café consumo"

Amigos da Bélgica que visitam este Blog: vejam lá que eu vinha dando o alerta aqui faz algum tempo sobre o fechamento do cerco da União Européia contra os ilegais. Nestes dias tem acontecido passeatas dos ilegais no centro de Bruxelas e as notícias não são nada animadoras. A novidade agora é o projeto de lei que vai ser votado até junho e adota o regime de prisão de até 18 meses para quem for pego sem visa.
Novidade:
Quero também dar um alerta para outra novidade perigosa que tem acontecido na cidade e da qual eu tomei conhecimento numa visita que fiz à Holanda neste fim de semana passado. Tive que sair da cidade para saber coisas que se passam dentro dela, mas tudo bem. Acontece que o meu tempo anda curto para encontrar pessoas e me atualizar. Foi na Holanda, numa festa de aniversário que encontrei uma moça brasileira amigona. Esta moça relatou-me o seguinte: a novidade agora na Bélgica é um novo tipo de "trabalho" chamado Café consumo e qual não foi a minha surpresa ao saber o que é o tal Café consumo. Atualmente, disse-me a amiga brasileira, tem vindo para a Bélgica uma meninada novinha e como está quase impossível encontrar trabalho, as meninas se empregam nos Cafés e ali devem passar as noites incentivando os clientes a beber. Ora, ora, para mim isto eu chamo de prostituição. Três palavras me dizem isto: meninas, noites e clientes. Olha eu aí quebrando a cara por ter dito que aqui na Bélgica não tem prostituição de mulheres brasileiras.
O que está acontecendo mais é que estas meninas param poucos dias no café e são trocadas por outras que vem chegando e sabem por que? Naturalmente porque os cafés são os locais mais visitados pela polícia. Logo as moçoilas são deportadas e dão lugar para outras que estão vindo.
Vivendo e aprendendo, aliás ir em festa onde tem brasileiros é maravilhoso !!!! A gente sempre acaba ficando muito bem atualizado(rsrsrsrsrsrsrs). Brasileiro sabe tudo !!!! Cristina ! Obrigadinho amigona.
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.