16 maio 2008

Sexualidade banalizada: o Papa em ação

Eu estive lendo hoje uma notícia sobre o Papa, onde ele fala da pedofilia e da prostituição, culpando a mídia por banalizar a sexualidade e esta banalização acaba sendo o motivo do aumento da pedofilia e da prostituição no mundo. Baseada neste afirmação, eu queria abrir um parêntese aqui para concluir se o Papa tem ou não razão.
Olha gente, um olhar simplista sobre a questão diz a mim o contrário: tudo que é proibido, tudo que a sociedade não aceita, tudo que toca o "pecado" é o que mais finca raízes, mais cresce. As drogas, a sexualidade, a pedofilia, os crimes em geral. Digamos que a miséria é um fator preponderante para o aumento da criminalidade, digamos que a facilidade oferecida pelas circuntâncias em que vive o homem morderno favorece a pedofilia. Vivemos de maneira corrida, cuidamos mal das nossas crianças e com isto oferecemos as possibilidades. Nos séculos passados a pedofilia já existia, mas, as possibilidades de ações dos pedófilos eram reduzidas. As mães não trabalhavam, ficavam nos lares cuidando dos filhos... Eu não culpo as mães! Nosso contexto social é que não está de acordo com a necessidade das crianças.
No caso da sexualidade degenerada, como diz o Papa, sabemos que ela está para a mídia como sol está para a lua. Não é a banalização da sexualidade que interfere nos hormônios sexuais. Que absurdo ! A sexualidade faz parte da vida de uma pessoa ocupando cinquenta por cento das necessidades fundamentais. Falar de sexualidade deixou de ser um tabu, isto é crime? Pelo contrário. Quanto mais sabemos, mais equipados ficamos para compreender a vida.
Por outro lado a prostituição é a mais velha profissão que existe no mundo e as razões que levam uma mulher a ir ganhar o pão na prostituição são de cunho social. Quase sempre começa em lares desmantelados, mal organizados, separações, miséria, abuso sexual na infância ou adolescência, etc. Ainda aqui não tem nada a ver com a banalização da sexualidade, pois falar de sexo, ver uma cena de sexo, ou ler sobre o mesmo, não leva ninguém a decidir ser prostituta.
Assim sendo, eu que nunca falei sobre o Papa, porque acho esta figura inútil no mundo, enfim, acho que ele ganhava mais crédito indo ocupar-se dos padres pedófilos que a Igreja está cheia nos quatro cantos do mundo.
Por Alda Inacio


Seus comentários são bem vindos.
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.