14 outubro 2008

O bem e as axes do mal

Muitas vezes neste blog eu generalizei acusações e hoje quero explicar alguns tópicos para o leitor. Veja bem amigo: quando falo de perseguição à minha pessoa, e refiro-me aos de Brasília, isto não quer dizer de forma nenhuma o que parece. Eu estou sendo vítima de ações mal dirigidas? Claro que sim ! Isto em relação ao fechamento do site contra a pedofilia, ficou claro!
Tem visitante deixando mensagem no nosso livro de visitas denunciando o INSS e eu apoio? Sim ! Basta ler a denúncia feita no SOS Miséria pela jornalista Antonieta de Santana e você verá uma realidade desconhecida para você. E como não apoiar as vítimas do mal?

A velha questão do bem e do mal se repete em nosso meio diariamente e a minha visão pessimista sobre a raça humana me adverte que nós somos uma ameaça para a humanidade. Complicado isto? No entanto, nos quatro cantos do mundo o bem supera o mal, caso contrário já teria ocorrido a extinção da raça humana. Mas, o que impede a prosperidade desta raça em certos níveis da sociedade é o cruzar os braços. Aqueles que vêem os erros e injustiças sendo cometidas e cruzam os braços são tão maus quanto os componentes das axes do mal. Ser conivente com as injustiças é criminal, portanto, quando eu generalizo minhas acusações é por ver tantas autoridades visitarem estas páginas e cruzar os braços para as injustiças denunciadas, não só aqui, como em tantos outros sites que têm a coragem de tentar botar os "pingos nos is"

Quando Bush falou certa vez nas axes do mal o mundo ficou espantado; enfim, um governante saindo pela tangente religiosa para explicar as ações dos terroristas no mundo atual soou esquisito. Nesta época o mundo via Bin Laden como a encarnação do demônio, mas pouco depois da invasão Americana ao Iraque, o próprio Bush passou a representar, para grande parte do mundo, o próprio diabo.

A mim parece-me que nós nos deixamos empacotar pela mídia, pelas aparências, pelo descaso e já nem sabemos mais diferenciar o certo do errado. Vemos alguém estrebuchar do nosso lado na rua e ficamos nos perguntando: "será que ajudo ou faço de conta que não vi? A maioria das pessoas vêem as injustiças e fazem de conta que não viram. Só botam a boca no trombone quando a injustiça atinge a elas mesmas.

O bem e o mal de acordo com Platão é relacionado com a evolução do espírito. Passamos pela fase da ignorância antes de alcançar a plenitude da sabedoria. E no contexto social, o bem significa aquilo que de melhor podemos obter para nós mesmos, sem nos importarmos com o que o outro possa conseguir para si próprio. Desta forma, a plenitude do espírito você encontra indo na igreja? Vivendo a sua vidinha sem se importar com ninguém? Se você cruza os braços para as injustiças, você faz parte das axes do mal e não adianta ir na igreja, repassar orações por email, rezar, e fazer cara de bonzinho não ! Braço cruzado é conivência! E, por causa dos coniventes engrossando a fila das axes do mal é que o mundo está na miséria que está.

Por Alda Inacio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.