02 janeiro 2009

Bancos brasileiros "atrasados" em relação aos bancos Europeus

Como este blog se presta a denúncias vai aqui a primeira do ano: os bancos brasileiros estão em completo atraso em relação às novas normas de envio de dinheiro dos bancos mundiais, o que tem dificultado a vida de quem trabalha no exterior. Os bancos estrangeiros adotaram o uso de dois números padrões sem os quais não fazem a transferência de dinheiro. Estas siglas chamam-se IBAN e BIC. Os bancos brasieliros não conhecem esta exigência e nós que dependemos dela somos obrigados a pagar mais caro para casas de câmbio enviarem nosso dinheiro. No meu caso, tenho usado agências como a LCC, ou a Moneytranfer, ou ainda a Europhil. Estas agências de câmbio e envio de dinheiro necessitam tão somente do nosso CPF, número da conta e número da agência para onde o dinheiro vai ser enviado. Elas "quebram o galho" de quem trabalha em outro país e não possui conta bancário no exterior, mas elas cobram uma quantia bem salgada neste trabalho de transferência de dinheiro. Se você olhar superficialmente você dirá que $3, euros é irrisório na cobrança para cada envio, mas a dedução também é feita sobre o valor do câmbio. Se o valor do Euro é $3,26 como está hoje, o valor enviado será sobre $3,02 e a diferença fica para a agência. Já se você tem uma conta num banco estrangeiro o envio se faz pelo valor exato do câmbio do dia mas precisa apresentar o número do IBAN e do BIC que não existe no Brasil.

Portanto Banco Central do nosso querido Brasil: vamos nos atualizar em relação ao resto dos países desenvolvidos? Vamos facilitar a vida de quem trabalha duro no exterior, e vamos criar os números IBAN e BIC para todos os bancos brasileiros?

Por Alda Inacio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.