07 janeiro 2009

Jesus foi ignorado e a violência continua entre as religiões

A humanidade evolui de um lado e retrocede de outro lado, e isto depois do que vimos e obtivemos como experiência vindos da II Guerra Mundial. Eu li uma frase em algum lugar fazem poucos dias que dizia o seguinte: "os únicos povos que aprenderam alguma coisa com a II Guerra Mundial foram os Alemães". Na verdade aquele é um dos países mais quietos do mundo.


Ali o povo visado foi o povo Judeu, mas a inversão se faz ainda hoje quando ser Árabe hoje no mundo, fora dos domínios árabes, passou a ser um sinal de ameaça. Um Árabe entrou no avião na América com uma camisa escrita "nós não ficaremos quietos" foi obrigado a cobrir-se e sentar no fundo do avião, vigiado o tempo todo. Claro que ele levantou um processo contra a companhia aérea e recebeu 240 mil dólares de indenização. Notícia publicada pela BBC e outros jornais do mundo. Um outro caso foi o de uma família muçulmana que foi obrigada a deixar um voo porque outros passageiros afirmaram terem ouvido entre eles uma conversa suspeita sobre segurança. Que coisa absurda!

Tem uma citação que fala "violência gera mais violência" e assim o mundo vai caminhando gerando a violência e um exemplo é a invasão de Gaza por parte de Israel. Você já se perguntou, a grosso modo, quem é o Hamas, ou, o que você faria no lugar do povo da Faixa de Gaza?

Eles são de religião oposta ao povo de Israel, eles são uma pedra no caminho do povo de Israel, eles devem morrer. Que absurdo ! É para defender seu território que o Hamas foi criado mas tornou-se tão violento que hoje é caçado por Israel e a cada membro do Hamas exterminado nascem 5 novos integrantes querendo dar a vida para libertar aquele povo. Horrível tudo isto! Mas a questão fundamental deste conflito é a religião. Se eles fossem adptos da mesma religião, se entenderiam, acontece o contrário porque árabes e judeus são inimigos mortais desde a fundação do mundo.

Assim, os estigmas nunca deixarão a raça humana e a evolução do mundo atual cai por terra diante das picuinhas religiosas que exterminam a própria raça e veja que estas pessoas têm a Bíblia como modelo. Eu não estou falando contra a Bíblia, mas os exemplos ainda hoje contados nas igrejas sobre o Deus poderoso que derrubava mil de um lado mais mil de outro lado está sendo seguido até os dias de hoje. A razão disto tudo é simples: eles não notaram o Marco Divisório "Jesus Cristo" e não viram que Nele estava a separação entre atitudes passadas e futuras. Eles continuaram a resolver os conflitos pela força e matam em nome de Deus, sem se dar conta que o Símbolo da Paz passou pela terra e eles não viram. Muito triste tudo isto.


Abraço a todos.

Por Alda Inacio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.