12 fevereiro 2009

Brasileira grávida é espancada na Suiça e aborta gêmeos

(Notícia da Globo)A advogada brasileira Paula Oliveira residente em Dubendorf, perto de Zurique na Suiça foi espancada, marcada em todo seu corpo com objetos cortantes e perdeu os bebês gêmeos que levava na barriga. O caso está sendo acompanhado pelo Ministro das relações exteriores do Brasil Celso Amorim e tudo indica que este crime é de xenofobia ( aversão à estrangeiros). Olha aí gente, isto é bárbaro, de uma violência sem tamanho, isto não pode ficar assim, esperamos das autoridades brasileiras explicações sérias para com tamanho dano causado à pessoa de bem, como é o caso desta advogada.

Não é de hoje que venho dizendo aqui em entrelinhas e mesmo abertamente que o racismo e xenofobismo é amplo e irrestrito em alguns lugares da Europa e pelo que li a culpa vai recair sobre grupos neonazistas, grupos extremistas e outras explicações que acabarão tapando o sol com a peneira. Esperamos que as autoridades brasileiras não aceitem estes argumentos.

Segundo o namorado da moça, possivelmente o pai dos gêmeos, o Consultor de Investimentos Marco Trepp, Paula está arrazada, machucada, ferida, e vai custar para recuperar-se deste trauma. A moça abortou as crianças que esperava e isto é crime de extrema violência.

Espera-se aqui que as autoridades brasileiras façam o empenho necessário para esclarecer as razões deste crime. Parece que estão tendo apoio nas investigaões por parte do embaixador da Suiça no Brasil, o senhor Wilhelm Meier.

Por Alda Inacio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.