20 fevereiro 2009

A brasileira supostamente agredida na Suiça queria dinheiro e visto.

Veja là as coisas claras agora, hem? Então a tal moça Paula, advogada brasileira moradora na Suiça, arrumou todo este vexame internacional para tentar receber 100 mil dólares de indenização do Governo Suiço, caso acreditassem na agressão que ela supostamente havia sofrido. Por outro lado, ela inventou a gravidez para convencer o namorado a casar com ela, assim ela teria seus papéis Suiços e poderia ficar para sempre no primeiro mundo. É isto que dá quando as pessoas se metem a sair do país sem conhecer as leis em outro país e depois que se vê no "buraco negro" faz besteira tipo esta.


Toco novamente neste assunto porque eu havia acreditado na sua versão, como muita gente até agora e fiquei me perguntando se seria possível marcar o próprio corpo por nada. Mas, não é possível ! Quanto mais eu vivo menos eu entendo os seres humanos. Ter uma chance destas de viver em outro país e jogar tudo fora? E agora, com que cara vai ser recebida pelos amigos e familiares? Muito triste isto viu moça?


E aproveito aqui para dar os parabens ao Governo brasileiro que passou segurança e muito empenho; senhores governadores, melhor pecar por excesso do que por falta. Os senhores agiram como se deve agir. Parabens!
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.