17 março 2009

O psicopata alemão Josep Fritzl no banco dos réus

Depois de ler o livro Mentes perigosas da Ana Beatriz e assistir todas as entrevistas dela, posso dizer que aquela moça é um gênio. Que coisa fantástica quando a gente ouve uma professora como ela explicando o comportamento psicopata, parece uma aula. Que mulher fantástica ! Ouvindo o que ela diz fica fácil identificar os psicopatas que já passaram pelas nossas vidas, sendo que em cada grupo de 25 pessoas uma é psicopata, valha-nos deus !

Para relembrar as características principais: ausência de sentimentos para com quem dele se aproxima, ele usa, manipula os outros para obter prazer imediato, usa os outros para obter status e para extorquir dinheiro fácil e nunca, jamais admite culpabilidade. No caso deste alemão que fez toda esta miséria com a filha e os filhos, fica claro a ausência de compaixão pelo sofrimento destas pessoas. Que coisa assustadora!

Já não bastasse ter aprisionado a filha, violentado e engravidado 7 vezes, agora, mesmo no banco dos réus, o psicopata continua tentando manipular pessoas. Foi amplamente divulgado nos jornais da Europa hoje a oferta de um milhão de dólares pedido por ele para conceder uma entrevista à uma televisão inglesa. A emissora recusou pagar o valor pedido e ficou sem a entrevista. Outra proposta do psicopata é fazer da casa onde ele aprisionou a filha e as crianças um museu, cobrando entrada de quem se aventure a ir olhar o calabouço do horror. Eu hem ! Só sádicos para ter vontade de ver um lugar destes e ainda pagando?


Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.