15 janeiro 2010

Religiões, dogmas, Deus e Cia. - ninguém compreendeu nada até agora

Não pretendo que este texto seja visto como um desrespeito a Deus, o qual amo acima de tudo. Sou cristã, não frequento igrejas e isto me ajuda a ver as religiões como um todo e a ter liberdade para criticar. A começar pelo título do post e sua extensão, diante de tisunamis e  terremotos, quero fazer uma reflexão sobre este tema: o que Deus tem a ver com tudo isto? Leia compassadamente daqui para a frente e creia: eu não sou dona da verdade.

Análise da situação: mortes em larga escala, catástrofes e desespero.
As religiões, baseadas na Bíblia declaram para  o fim dos tempos  exatamente tudo que vemos hoje e isto que vemos é só o começo do fim. Se alguém não acredita na Bíblia como a Palavra de Deus, ou não vê importância nela, pelo menos clique e leia  Marcos capítulo 13, ali dá para entender o que vemos hoje. Leia só por curiosidade. Vale à pena.

Será a Bíblia a Palavra de Deus?
Para mim sim, ela é a palavra de Deus, assim como todas as leis dos homens são palavras de Deus. Tudo que preserva e organiza a vida é vontade de Deus e sendo vontade de Deus é a palavra que ele envia para os homens. Eu creio que Platão não leu a Bíblia, mas tentou organizar a República, livro onde ele descrevia a organização do estado perfeito. E as leis que hoje temos são baseadas nos ensinamentos de Platão e nos ensinametos da Bíblia. Claro que mais tarde as leis  tiveram influência de Rousseau e outros. Em resumo, tudo que impede a extinção da espécie humana é vontade de Deus. Portanto, a Bíblia é a palavra de Deus para cada época. 

OBS: Para aqueles que não acreditam na Bíblia, não dão a mínima para a Bíblia, para entender a importância  dela, você deve primeiro saber que ela tem várias finalidades da parte de Deus para com os homens, entre  elas, as mais importantes são:
1 - Revelar aos homens a existência de Deus.
2 - Preservar a vida na terra
3 - Mostrar aos homens que somos mais do que simples matéria, temos espírito e alma.

A parafernalha dogmática das religiões:
As religiões se dividem. Algumas criaram sua própria Bíblia. No Alcoran o que vale é o que diz Mohammed. Sendo este o filho prometido de Deus e não Jesus. Para os católicos Maria é tratada como Deus, sendo mais valorizada que seu filho. Entre as igrejas evangélicas tem aquelas que valorizam o batismo (Batista), outra valoriza o sétimo dia (Igreja evangélica do sétimo dia) outra valoriza o véu, ainda outra valoriza os bens materiais (Igreja Universal). O budismo valoriza a paz interior, baseada no entendimento para eliminar o sofrimento. Outra diz que Deus é amor. Os espíritas valorizam a reencarnação. O animismo e o chamanismo ressaltam o deus da terra que anima os seres vivos. Cada uma tentou cobrir o vazio do espírito humano com algo positivo à sua maneira. Mas será que o  Deus criador, que é venerado por quase todas as religiões, tem acordo com todas elas? O que pensa Deus sobre cada religião, as quais valorizaram um aspecto espiritual em detrimento de outro? Seríamos nós seres humanos capazes de assimilar todos os tópicos consernentes à Deus ? Quer dizer: seríamos capazes de criar a religião perfeita, aquela que une todos os pontos e que resultaria numa religião perfeitamente vertical? Se não somos capazes é por falta de fé? Falta-nos inteligência?  Falta o que?

Reflexão sobre estas questões:
Até a atual data, nós seres humanos só temos criado religiões que nos dão visão horizontal de Deus. Por mais que tentem, certas religiões, elevar nosso espírito à altura de Deus, é sempre ele quem vem em nossa direção, porque nossa visão de vida não alcança o vertical absoluto. Só conseguimos ver no horizontal. Quer ver se tenho ou não razão? Veja lá: há quem ore e pede e há quem espera cair do céu. Claro que tudo vem com o trabalho. E muitas vezes apesar do trabalho não vem. Quem  ora o faz muito mais pedindo do que agradecendo. Você pede melhora de vida. Você pede saúde. Você pede paz, harmonia. Tudo isto está no plano horizontal. Não é que não tem importância o plano espiritual para você, é que algo impede que você compreenda a importância deste plano espiritual que seria numa posição vertical de você para com Deus.

O que impede o homem de "enxergar" a Deus?
Eu vejo tantas pessoas falarem que creem em Deus e pronto. Não querem e não aceitam dialogar sobre as possibilidades de entender quem é este Deus, de onde vem e o que deseja de nós. Esta crença absoluta chama-se fé. As pessoas tem a fé e isto é suficiente para elas. Outros não creem em Deus e nem na fé. Mas para mim ter fé não é suficiente. Eu tento compreender, mesmo que o resultado disto seja teórico. Mas não é um teórico vazio, ou inventado. É baseado em cada ponto dogmático de cada religião, inclusive baseado em estudos filosóficos sobre a raça humana. E acho isto super saudável. Eu quero saber quem é este Deus no qual eu confio e amo.

Analisando um ponto importantíssimo:
Você acha que sem a existência da Bíblia você creria em Deus? A resposta é não! Você seria animista ou chamanista. Você seria como um índio na selva. Preencheria seu vazio espiritual com adoração à lua, ao sol, à natureza e aos mortos. Sim, sim, sim ! E isto não é teoria minha, isto é realidade. Portanto, na nossa ignorância podemos achar que a escritura da  Bíblia teve influência dos homens. Teve! Claro que teve, mas não ao ponto de confundir o essencial que veio de Deus. E o essencial é a preservação da vida, até o ponto da  recuperação por Deus do espírito, que é a essência do homem.

O reino do diabo:
Sem acreditar que a  crença em Deus  veio da Bíblia, você cai num erro, pois não vai acreditar nunca que existe o  diabo. É importante acreditar que existe o diabo, senão nunca entenderemos nada do mundo espiritual. Portanto, se cremos como origem da  crença, a Bíblia com influência humana ou não, a Bíblia é fonte de conhecimento sobre Deus e o diabo. Não dá para separar uma coisa da outra. Caso contrário, se não cremos na existência do diabo, o deus no qual cremos é um deus animista ou chamanista. É um deus singular e o Deus verdadeiro é plural, criou a pluralidade. Bonito e feio. O bem e o mal. Alegria e tristeza. Deus e o diabo. Se existe um reino de Deus, existe um reino do diabo. E é dele que o Cristão foge. Ninguém serve a Deus e ao diabo. Mas porque é importante acreditar na existência do diabo? Explico abaixo.

Conclusões:
Se pensarmos na sequência espiritual que começa na existência de um Deus singular, que criou o mundo espiritual e se fez plural. Criou o homem para a pluralidade. Jogou para fora dos céus o anjo Lúcifer (Apocalipse 12:7) e este veio a ser o diabo. Então esta sequência Bíblica pode explicar tudo que acontece hoje em dia de mal à humanidade. Dando entendimento à existência do diabo, sabe-se que nele tem origem todo o mal da humanidade. Semelhante a este terremoto no Haiti houve o Tisunami, houve a primeira e segunda guerra mundial, existe a fome, as doenças e todas as desgraças humanas.
Você acha que Deus cruzou os braços para a humanidade? Como você, ninguém compreendeu nada até agora. Junte os pedaços de cada religião e compreenderás.   Abra teu coração para compreender as verdades espirituais e creia num Deus completo, revelado e amoroso. Se estás dentro de uma religião e faz bem para você? Siga em frente! Não existe a religião perfeita. Existem religiões humanas e tudo que é humano é imperfeito. Busque a Deus e o resto são bobagens.

Por Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.