16 fevereiro 2010

Assassino bonzinho

Estive lendo no jornal da BBC sobre a confissão do apresentador de televisão Ray Gosling de 70 anos que confessou ter matado seu companheiro que tinha  Aids. Ele disse que tinha um pacto com ele. Caso ele viesse a ficar com alguma doença incurável o outro o matava. Foi bem assim que o assassino bonzinho sufocou seu namorado com um travesseiro. Que coisa heim?

Eu sou contra a eutanásia, sou contra tirar o sofrimento de quem quer que seja e talvez eu seja um monstro às vistas de certas leis de certos países que liberaram este tipo de prática. Alguém que crê em Deus jamais tiraria a vida de outra pessoa. Estes assassinos bonzinhos são armas do mal. São usados pelas forças do mal e não se dão conta disto.

Dá morfina, deixa em coma, faça o que for preciso para preservar a vida, esta tem hora certa de ir e vir pelas mãos de Deus e não pelas mãos dos homens. Este caso ocorreu na Inglaterra onde a lei da eutanásia não existe. O apresentador vai ser condenado, com certeza, mas diz que não tem arrependimento.
Alda Inacio
Minha luta contra a pedofilia!

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.