14 fevereiro 2011

O Fantástico denuncia as Gangs do MST

Ontem no Fantástico confirmou-se o que eu já suspeitava de longa data. Estes movimentos do MST não passam de armação de grupos em busca de grana. Reforma Agrária? Eca! E vejam lá que  estes grupos sentem-se injustiçados pela mídia que não deixa barato e sabe do que se passa dentro destas verdadeiras guerrilhas. Isto em se tratando de Mato Grosso. Foi o que o Fantástico mostrou. E eu pergunto aos senhores: alguém já foi anotar nomes, identidades e saber quem participa de cada acampamento espalhado neste Brasil? Já foram ver se as mesmas pessoas não estão inscritas em vários acampamentos e se revezando entre um e outro, recebendo salário? comprovar salário é impossível mas ver nomes repetidos ao infinito é prova de maracutaia.

Desde a época do descobrimento que as terras brasileiras são vítimas de barganhas desonestas, latifúndios sem documentos, em terras do governo improdutivas. Como se fôssemos um país sem dono. No caso do MST, a intenção é das melhores possíveis, mas por trás das boas intenções que nos passam escondem-se quadrilhas de aproveitadores que mesmo antes de receberem as terras já venderam. Vimos isto na reportagem do Fantástico.

Eu já visitei um acampamento e algo ali não me cheirou bem. No assentamento havia um grande número de barracas e poucas pessoas no lugar. A quantidade de barracas impressiona, mas o número de acampados não corresponde. Eu fui acompanhando um grupo de jornalistas amigos que foram fazer  uma reportagem.

Quando você entra num acampamento vem logo à cabeça uma pergunta: "o que estas pessoas fazem aqui em pleno dia de trabalho, zanzando de um lado para o outro? Elas não trabalham? " Trabalham sim! Estão ali sendo pagas para representar. A grande maioria dos acampados, dão o nome para as terras, vendem estas terras e vão formar outro acampamento. São pessoas assalariadas pelo MST e vivem de acampamento em acampamento. Será que alguém se digna a ir verificar isto? Sei lá! Ainda  temos jornalistas ousados que botam o preto no branco neste Brasil brasileiro, assim, pouco a pouco, vão se desfazendo as maracutaias aos olhos do povo.

Por Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.