03 dezembro 2012

Deus guarda e nos devolve o que é nosso.

Amigos, eu estarei tirando férias de 30 dias aqui do blog; voltarei no início de 2013 e fecho estes posts do ano que está acabando fazendo uma reflexão pessoal. Enfim, nós vivemos de análises e mudanças. Eu hoje não sou a mesma pessoa de ontem e com certeza no ano que vem serei ainda uma outra pessoa. Mudamos a cada dia, no entanto, deve ter uma lógica esta mudança e seria uma lógica muito boa se estas mudanças tivessem a participação de Deus. 

Quando a gente analisa uma parte de nossas vidas, acabamos vendo os erros para não cometê-los novamente e vendo as bênçãos de Deus para agradecê-las. Isto é crescer, evoluir no sentido moral, também psicológico e espiritual. 

O ano de 2012 para mim fechou com felicidade grande, enorme. Eu reencontrei minhas raízes, minha família lá de Porto Alegre, depois de quase 30 anos que não sabia deles. Como nos perdemos? Bem, em 1985 eu levei meu sobrinho para morar comigo em São Paulo. Ele tinha 14 anos. Minha irmã apostava muito nesta ida dele para minha casa e eu não pude ficar com ele. Quatro meses depois eu devolvi meu sobrinho para Porto Alegre e achei que minha irmã ficou chateada com isto. Deixei passar um tempinho para conversar com ela pessoalmente. Daí veio mudança de estado vindo para Goiás, veio divórcio e minha partida para fora do Brasil. Lá morei mais de 12 anos e sempre procurando contato com eles, por carta, online e nada. A rua mudou de nome, tudo mudou lá na região deles.

Resumindo, depois de muito procurar, achei minhas sobrinhas no Facebook esta semana passada. Que alegria. Elas já são até vovó. Claro que são novas, nem 50 anos elas tem. Foi uma alegria muito grande. Senti um calor aconchegante no meu coração. 

 Muitas vezes na minha vida passaram pessoas que não gostam de mim. Eu não posso fazer alguém gostar de mim, mesmo que este alguém seja filho meu. Eu poderia não gostar também de pessoas que nunca me serviram em nada, mas não tenho raiva, nem desgosto de ninguém. Refiro-me aqui a pessoas do meu sangue que seguem a Jesus só de aparência. Não sou um anjo, já cometi muitos erros. Já fiquei longe de Cristo mais de 15 anos e em dezembro de 2010 voltei para Ele. Este Deus pelo contrário nunca me deixou. E a prova é que ele guardou o melhor para mim TUDO para este ano de 2012.

 Neste ano o Senhor devolveu meu filho André para mim e devolveu minhas raízes, são 4 sobrinhas e um sobrinho e suas filhas e netos. Filhos de minha única irmã que morreu me procurando e que para felicidade aceitou Jesus antes de morrer. 

Este Deus guardou tudo isto para mim com carinho imenso e ainda devolveu a literatura este ano. Voltei a escrever depois de anos parada e esta criatividade também é bênção de Deus. 

Então o que eu tenho a dizer a você meu leitor é que vale à pena seguir as regras de Cristo, ter um coração humilde, levar a sério o que está escrito na Bíblia e ter Jesus sempre ao nosso lado. Ele é maravilhoso. Se alguém não gosta de você, deixa pra lá. Você fez sua parte? Se errou com a pessoa, pediu perdão? Pronto! É só isto que Deus exige de você. Siga em frente com a consciência tranquila. Assim como eu estou vendo a recompensa na minha vida você também verá.

Desejo um feliz Natal para todos.
Um Ano Novo cheio de alegrias. 
Não se desvie da Palavra da Verdade, a Bíblia. 

Fiquem na paz do Senhor.
Por  Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.