06 fevereiro 2013

Diferenças entre doutrinas Pentecostais, Batistas e Presbiterianas

Vou dar aqui as interpretações das correntes evangélicas mais numerosas: Batista, Presbiteriana e Pentecostais para um pequeno reconhecimento assim bem resumido.

A Batista em relação à escola bíblica:
Toma a Bíblia como base e aprofunda os ensinos bíblicos em torno do evangelho. Jesus é o centro. O evangelho é esmiuçado, explicado dentro da Bíblia. O adepto não é o centro, ele é mero observador e está ali para aprender os ensinamentos de cada versículo bíblico, ele é o receptor do ensino. A finalidade é fazer com que o adepto cresça espiritualmente com o conhecimento da Palavra de Deus. 

A Presbiteriana em relação à escola bíblica:
O centro direcionado na EBD presbiteriana é o adepto e não o evangelho. Ali ensinam como a pessoa deve se comportar por ser um membro do corpo de Cristo, utilizando a doutrina para crescimento espiritual e pessoal, como um tipo de auto-ajuda. A ética do comportamento é o centro na EBD Presbiteriana, o que mostra uma preocupação com o adepto, preocupa-se em que o adepto mostre uma vida íntegra lá fora, sendo que o seu mau comportamento pode destruir a imagem da igreja e do próprio indivíduo.

As pentecostais - base doutrinária:
Baseiam-se nas ocorrências de pentecostes, sem reforma até os dias de hoje, o que levou a igreja a proibir os membros de acompanhar o progresso, como não podiam ter televisão em casa, mulheres não podiam usar calça comprida, usar batom. O sentido de "viver no passado" como se estivessem em pentecostes era visível em todo o seguimento da igreja. Hoje, a grande maioria delas retirou esta carga das costas dos adeptos. Mateus 23:1 - 4 - Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los. Quanto dar ênfase a falar línguas e crer no batismo do Espírito com sinais visíveis, físicos e materiais, isto continua, é o diferencial da doutrina pentecostal.

Os Batistas - base doutrinária:
Tem como base o batismo nas águas, não batiza crianças, somente após 11 ou 12 anos quando o próprio adolescente escolhe seguir a igreja. Quanto ao chamado para salvação mostram o livre arbítrio, cada um vem servir ao Senhor por livre vontade, sabendo que Deus escolheu os adeptos (predestinados) depois de ver e analisar antecipadamente o comportamento destes, pois Deus sabia e sabe  tudo sobre todos nós antes da fundação do mundo. Mal formulada esta exposição e muitas vezes confusa na expressão da palavra entre os batistas, acaba ficando o livre arbítrio como interpretação mais fácil de ser entendida pelos adeptos. 

A Presbiteriana - base doutrinária:

Batiza criança, exatamente como no catolicismo, não batiza sob as águas e sim o batismo de aspersão. Tem a doutrina centrada na predestinação. Uma vez que Deus escolheu nada mais temos que fazer senão aceitar que ele é Deus e faz o que quer e como quer. Isto inclui ter escolhido uns para morte e outros para a vida. No entanto nos estudos e nas pregações nunca é pregada predestinação abertamente, apenas é pregado que uma vez salvo, o adepto é salvo mesmo, não importando o que ele faz depois disto. Neste caso Deus o chamou, ele aceitou Jesus e recebeu a salvação e isto é imutável baseado no versículo João 3:37 - Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.

Bom é que sigamos a base da doutrina na igreja onde fomos conduzidos e que nela e com os irmãos sejamos tementes a Deus e tenhamos a certeza da salvação, sabendo que "Deus amou ao homem de tal maneira que deu seu único filho para morrer na cruz, para que todo aquele que nele crer seja salvo." (João 3:16)

Estes pontos acima não resumem todas as diferenças e sim as principais, e deixando claro do meu coração ao seu coração  que todos juntos formamos o corpo de Cristo na terra e no fundo não há diferenças que nos separem do amor de Cristo.
>
Graça e paz amados.

or Alda Inácio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.