01 agosto 2013

Orgulho e preconceito nos impedem de aceitar Jesus

Eu gosto de me analisar constantemente, é um tipo de auto-análise que me facilita compreender o momento que estou vivendo, já que no passado eu sempre fui uma  pessoa cheia de orgulho sem sentido. Isto é uma falha no caráter que muitas vezes nos impede de manejar nossa vida, principalmente a vida espiritual. A gente fica calçado no ego "eu sou", "eu tenho" e só conseguimos seguir em frente se o projeto a seguir nos eleva a algo aparentemente de alto nível. Porque eu sou um advogado, eu não me submento a crer em Deus. Porque eu sou médica, eu não entraria numa igreja. Porque eu sou escritora, no meu caso, eu não escreveria sobre estas bobagens bíblicas. Você entendo o que eu quero dizer?

Pois assim está o mundo, cheio de pessoas calçadas e bloqueadas pelo orgulho que os impede de vir a Deus, de se colocar de joelhos diante deste grande criador, mais ainda, de implorar ajuda orando.

As pessoas buscam resolver suas vidas sozinhas, por conta própria e conseguem acumular bens sem a proteção de Deus. Lembra do versículo de Salmo 127:1 que diz "Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que nela habitam". Pois assim como ganham perdem, deixando a porta aberta, sem a presença de Deus, e acabam atingidos em outras partes da vida como filhos, casamento, emprego.

O orgulho que nos impede de dizer sim a Jesus é sempre acompanhado de preconceito sobre o mundo evangélico. É fácil de guardar tudo de ruim que ouvimos sobre pastores, crentes, dízimos, riquezas acumuladas por  igrejas, mil outras coisas negativas que formam ideias pré-concebidas e nos impedem de procurar o nosso Deus e seguir seus passos e aceitá-lo em nossas vidas como o amigo, pai, ajudador, salvador.

Eu diria que orgulho e preconceito em relação a Deus, são barreiras criadas na ignorância espiritual inata no ser humano. Deus quebra barreiras para chegar ao nosso entendimento, mas isto não acontece num passe mágico, como explicado em certas doutrinas que valorizam a pré-destinação. Nós temos a livre escolha de aceitar uma vida com Jesus, ou recusar. A pré-destinação aconteceu lá na criação do homem, naquele momento Deus viu a criação como um todo, viu a mim e a você e viu antecipadamente que nós usaríamos o livre arbítrio e o escolheríamos, aí ele anotou nosso nome no livro da vida, porque nós vencemos orgulho e preconceito natos para caminhar com Deus ao nosso lado. E como isto aconteceu quando eu e você ainda não tínhamos nascidos chama-se pré-destinação.

Pense nisso e aceite de uma vez por todas Jesus em sua vida.

Abraço forte, com carinho e paz no Senhor a todos.

Por Alda Inácio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.