02 julho 2017

Quem passa pelo deserto se levanta mais forte

Na  semana do dia 20/06/2017 eu sai para distribuir o livrinho O sonho de Deus; preparei quantidade para cobrir dois quarteirões de um bairro de Goiânia e para lá me dirigi. Coloco sempre cada livrinho dentro de um envelope, escrevo na parte frontal do envelope "Para você com amor" e escolho no mapa da cidade o quarteirão que vou trabalhar e faço o contorno dele, colocando em cada caixinha de correio um envelope com o livretinho. Ao colocar na caixa do correio faço uma oração para que Deus abençoe quem vai ler o livrinho e dê a Salvação a esta casa. Quando encontro o dono(a) da casa no quintal ou, no portão entrego na mão dele(a).

E neste dia de distribuição, fechei o primeiro quarteirão, depois fui para o segundo quarteirão e, ao finalizar sobrou um livrinho  na minha mão, então ouvi a voz do Senhor muito prontamente falando comigo "Este livro que sobrou você vai entregar na mão de uma pessoa agora e ela vai receber a salvação". 

Andei 10 passos, cheguei na esquina, a rua calma e me apareceu um rapaz todo sujo com um papel na mão e me disse "senhora, poderia me ajudar com algum dinheiro, eu vim do Mato Grosso e estou em tratamento de saúde aqui em Goiânia".

Foi um momento de muita emoção, e eu não duvidei, sabia que era ele que o Senhor tinha colocado naquela esquina para receber a Salvação, então falei para ele "eu posso te ajudar sim, mas tenho algo mais poderoso aqui na minha mão, leia este livrinho e aceite a Salvação de Jesus Cristo, Deus tem muita coisa boa para você, Deus vai te dar saúde, Deus vai te dar a vida eterna".

O rapaz me agradeceu, eu fui embora,  tenho orado por ele e este incidente me tocou profundamente, porém aconteceu algo estranho comigo daquele dia em diante. Durante toda a semana posterior eu passei pelo "deserto" me senti caída, sem forças, sentia dores no corpo,  chorava sem razão. Aparentemente eu não tinha nada e não entendia o que era aquilo. Achei que estava com depressão. 

Chegou o sábado, após uma semana no deserto, liguei a tv e ouvi a pregação do Pastor Silas Malafaia, onde ele falava que o sofrimento serve para que nós nos lembremos de Deus. Gostei muto de ouvir isto e no momento da pregação do pastor Malafaia entendi o que se passava comigo.

Aquele rapaz da esquina trazia nele a imagem de todos os perdidos da cidade de Goiânia e o meu trabalho na obra chega a ser tão pequeno que tenho certas vezes vergonha de pensar que é só isto que eu faço  sabendo que tantas pessoas precisam de alguém que fale a elas uma palavra de esperança, de cura, de solidariedade, de amor e salvação. E foi ouvindo o Malafaia que Deus colocou no meu coração o plano B da distribuição do livrinho. 

Para este plano B eu precisarei de dinheiro, preciso me organizar para um investimento maior na obra, precisarei de 3 mil reais e sei que Deus proverá, a obra é dele, eu confio que vou conseguir botar o plano B para funcionar. Ele consiste na entrega de 3 mil livrinhos em uma semana, será eu e mais 3 pessoas que Deus indicará e trabalharemos durante 6 dias. O dinheiro será para pagar estas pessoas e fabricar os livrinhos. Quem sabe este plano B será o início de uma obra mais consistente.

Tudo que se faz envolve dinheiro, porém isto virá no tempo certo, eu confio e espero, e o mais importante desta minha passagem pelo deserto naquela semana foi entender o quanto eu preciso  estar mais perto de Deus e entender o que ele espera de mim. Deus é maravilhoso, bondoso, amoroso, compreensivo, e cria o tempo e molda as pessoas; eu estou sendo moldada por ele e só ele sabe em quantos desertos eu já passei. 

Hoje meu irmão, se você está no deserto, olha para Jesus, peça a ele para te explicar o porque deste deserto, com certeza você vai se levantar mais forte se você souber desde já que o deserto te aproxima de Deus.

Deus te abençoe e guarde.

Por Alda Inácio





Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.