23 novembro 2018

A fé não é racional. - Parte I

          Estou lendo um texto escrito em 29/09/2014 na página da Igreja Batista da Lagoinha (gosto muito das pregações desta igreja) e o texto leva o título de "A fé e as emoções". sinto muito, tive uma primeira divergência dentro deste texto. Mostro mais abaixo, sendo que no início o autor diz o seguinte "Fé não é sentimento. É certeza, convicção. Por meio dela nosso espírito tem acesso a Deus e ao mundo espiritual". 

          Eu concordo com esta frase por completo, a frase fala de convicção, com certeza, a fé é uma convicção inabalável, mas não é racional. Vamos passo a passo. Eu diria que só o fato de dizer ao meu Pai "te amo senhor" já meu coração fica quebrantado e meus olhos se enchem de lágrimas, sou toda emoção com Deus. Este lado da minha fé é totalmente emotiva, minha ligação com a perfeição de Deus e com sua bondade sobre minha vida me leva às lágrimas. É muito amor deste Pai para comigo que saí do lixo do mundo para ser transformada em suas mãos. Sempre foi e sempre será uma relação de emoção entre eu e Deus, porém a fé não é sentimento, ela age, ela apresenta um resultado e este resultado  é sobrenatural. Ela não é só emoção, ela é ação.

        Eu sou firmada na Rocha, isto sim eu sinto como uma fé concreta, porém eu não consigo ver isto como fé racional. Deus é racional. Ele age por razão própria. Eu o amo pela fé, eu creio nele pela fé e não tem nada de racional na fé. É algo que vem dele para mim e eu retribuo, portanto é algo sobrenatural. A fé não pode ser medida. Ela é diferente de um indivíduo para o outro e para eu afirmar algo racional, o conteúdo racional tem que ter a mesma medida e tem que estar no plano terreal. O que vem do plano celestial é sobrenatural.

          Antes fui procurar no dicionário a mais ampla explicação de fé religiosa e encontrei esta frase " No contexto religioso, racional é o nome dado ao manual dos ofícios divinos que contêm as razões históricas e místicas da liturgia",  sendo a palavra liturgia "o conjunto dos elementos e práticas do culto religioso (missa, orações, cerimônias, sacramentos, objetos de culto etc.) instituídos por uma Igreja ou seita religiosa.

          No que se pode tocar chamamos racional, no que podemos sentir chamamos de emoção; a intimidade com Deus nos causa emoção, mas a  fé não é a emoção que sentimos e sim o resultado de um querer, o resultado de uma crença que vem de Deus para nós e absorvemos  esta força e traduzimos como fé, crença no absoluto. Isto é algo sobrenatural.

             Há um consenso de racionalidade em relação a fé, se você compartilha desse consenso não se preocupe com minha linha de interpretação. Fique na paz do Senhor. 

Deus guarde esta pessoa que leu a mensagem e toda sua família.     

Por Alda Inácio     
             






Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre!