17 fevereiro 2017

O Batismo não traz o Espírito Santo

No post anterior eu falei sobre um viés negativo corrente nas igrejas,  onde a falta do Espírito Santo gera crentes que conhecessem o Evangelho porém não conseguem aplicá-lo em determinada situação. Hoje quero falar sobre a aplicação do Evangelho vindo exclusivamente da comunhão com o Espírito Santo.

Partimos do princípio que sem o Espírito Santo não tem arrependimento do pecado e posso dizer isto como causa própria. Eu fui batizada em 1980 porém meu Batismo foi só alegria. Eu não sabia do que me arrepender. Eu não enxergava meus erros. Eles existiam porém o Batismo foi mera formalidade, já que eu havia aceitado Jesus como meu único Salvador. Minha vida seguiu nos mesmos moldes, brigas com familiares, ciúmes que levaram a falência da vida em comum. Conclusão, nada mudou na minha vida após o Batismo.

Esta errônea situação mal explicada em torno da ligação Batismo versus Espírito Santo causou a mim um comodismo acoçado vez ou outra por pregações que me levavam a pensar "onde mudarei meu modo de viver e como?" Eu não tinha forças para mudar, pensava que tinha recebido o Espírito Santo no Batismo e concluía que o fato em si não servia para nada, porque não me dava forças para mudar a mim mesma. E assim se passaram longos anos.

Acontece com muitas pessoas ficam quietinhos no banco da igreja sem buscar o Espírito Santo e vão vivendo e me lembro bem do dia que eu recebi o Batismo do Espírito Santo. Foi em 2010. Eu não pedi, eu não clamei e já tinha passado 30 anos do meu Batismo nas águas e foi fogo pra todo lado. Foi algo que me virou do avesso, foi como botar mil bombas num prédio e implodir. Eu fui arremessada de dentro de mim mesma. Foi lágrimas, foi virada de vida, foi um furacão transpassando meu coração, e nada mais em minha vida foi como antes.

Tempos depois fui convidada a pregar num evento só de mulheres da minha igreja e no final da pregação pedi a elas que colocassem suas mãos postas e juntas como alguém que vai receber algo e iniciei uma oração clamando para o Espírito Santo descer sobre  estas mulheres. A experiência foi tomada meio como surpreendente para elas que jamais esperaram uma cena assim, clamando de mãos postas para Deus derramar o Espírito Santo sobre elas. Vi que ficaram surpresas e espero que tenham entendido a mensagem e repetido o mesmo pedido outras vezes. 

Aqui tem um segredo. Deus age de forma diferente em cada pessoa. Algumas recebem o Espírito após muitos tempo de oração, como aquelas pessoas que gostam de subir ao monte e lá clamar este pedido  ao nosso Deus. Outras, é o próprio Deus que decide já ter chegado a hora e lhes entrega a preciosa bênção sem que elas tenham clamado por isto. Foi o que aconteceu comigo.

Eu tenho absoluta certeza que todo irmão que tem o nome escrito no Livro da Vida Eterna passou ou ainda passará por esta situação. Se não passou clame, mas clame muito para receber este fogo curador que é o Espírito Santo e não se acomode pensando que o Batismo fechou no máximo sua vida e a salvação está ganha. Engano seu. Salvação sem experimentar o fogo curador do Espírito Santo não existe e quem pensa que apenas crer em Jesus não precisa fazer mais nada terá uma decepção grande no dia do julgamento final.

Crer em Jesus traz para si  receber Jesus e quem é Jesus entre nós senão o Espírito Dele em nós?

Eu copiei o texto da Bíblia de João 14 versículos de 16 a 21 onde as palavras de Jesus falam com muito carinho e consolo a nós pouco antes Dele subir aos céus.


E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.


Para mim esta parte do Evangelho é a que fala mais direto a nós sobre a nossa ligação com o Espírito Santo e com Deus, veja que não é só crer em Jesus é guardar os mandamentos e só quem guarda os mandamentos é que será salvo. Guardar os mandamentos é se arrepender de todo o mal que praticou e só consegue ver o mal que praticou ao receber o Espírito Santo e não  ocorre no Batismo. Dia de Batismo é dia de alegria, dia de Espírito Santo é dia de fogo. Mexe com tudo, derruba, reconstrói o ser humano como um vaso de barro na mão do oleiro.

Se você ainda não passou por esta experiência clame a Deus e Ele te dará a alegria de uma transformação de vida na mãos do Espírito Santo, clame par receber o Espírito Santo e que Deus te ilumine  e te guarde para sempre. Amém.


Por Alda Inácio



10 fevereiro 2017

Diferença entre conhecer o evangelho e aplicar o evangelho

Não quero fazer uma crítica porém toda pregação possui o elemento crítica porque é com ela que alertamos para  nossos erros sabendo que a presença do Espírito Santo  em nossa vida, mesmo que ela seja forte, ainda assim temos dificuldade em compreender e aplicar  muitas coisas da Palavra de Deus.

Uma das coisas que mais me espantaram no convívio com a igreja é que muitas pessoas conhecem de cor versículos que fluem nas suas bocas com naturalidade, porém Deus não confia em palavras dos homens e para testar os homens Deus coloca situações  na vida de cada um, até na vida da igreja para provar o crente.

Deus permite situações para provar você

1 - Para mostrar onde você está errando, esperando que você se corrija.
2 - Para mostrar um novo caminho na vida de alguém ou da igreja.
3 - Ou, em extrema situação, para mostrar sua culpa, porque você será julgado plenamente consciente dos seus erros.

Veja que terrível esta terceira situação.

Deus não quer falsos inocentes no dia do julgamento e o ser humano insiste que é inocente diante das situações que a vida lhe impõe, principalmente situações que envolvem o pecado. A pessoa erra porém afirma categoricamente que não está errando. Mesmo quando o Espírito Santo mostra para a pessoa o erro, existe uma parte do  "eu" chamado ego que não deixa a pessoa entender a mensagem do Espírito. É necessário então, que Deus deixe orquestrar uma situação  as vezes grave, para testar a nossa reação. Deus nos conhece muito bem, porém a nossa condenação, se houver condenação, será bem clara dentro de situações claras que marcarão nossos erros (pecados) e calarão nossas bocas no dia do julgamento.

Veja uma situação destas contadas na Bíblia (Gêneses 22:2)
Deus ordena a Abraão para sacrificar seu filho Isaque e Abraão vai, leva o filho e um facão e na hora que vai desfechar o facão para matar Isaque, seguindo a ordem de Deus, vem um anjo e diz "não toque no rapaz".

Você acha que Deus já não sabia que Abraão era fiel a Ele e iria fazer o que ele mandou? Claro que Deus sabia, porém, para marcar a situação que ficasse bem clara, foi orquestrada a cena e o resultado foi maravilhoso. Deus podia confiar em Abraão. Ele era obediente.

Mas, entre nós, tem os filhos da desobediência, sentados na igreja, com a Bíblia decorada na ponta da língua mas vazios de atitudes e quando uma situação se mostra, eles não conseguem aplicar o ensinamento bíblico. 

Quer um exemplo? Pregamos na igreja o filho  pródigo, todo crente sabe de cor (Lucas 15) pregam tanto esta passagem mas tanto....e quando um pecador conhecido volta ao  ceio da igreja ele é recebido com boa vindas de fachada. Ele não conseguirá dar uma passo dentro da igreja, ele é alvo de desconfianças, alvo de fofocas, alvo de discriminação, tudo no maior disfarce, no maior sigilo. Alguém nesta situação conseguiu se levantar erga as mãos para o céu porque foi obra pura do Espírito Santo. Se depender de irmãos nada acontece.

Isto foi apenas um exemplo, tem muito mais acontecendo nas igrejas e no fundo de mim mesma, eu creio que destes irmãos e pastores da atualidade poucos, mas poucos mesmo, irão obter a salvação. Espero e desejo de coração sincero que na sua igreja não seja assim e que os olhos de todos estejam voltados para Cristo e as ações dos membros da igreja estejam de acordo com a Palavra. Esta é uma esperança que eu levo no coração, porém cada vez mais eu observo o contrário e oro para que Deus tenha piedade de todos nós. 

Abraço a todos.

Por Alda Inacio

19 janeiro 2017

A falta de perdão

É grave o que acontece com a pessoa que não consegue perdoar e sobre isto estive lendo o que o pastor Amilton Menezes escreveu, veja a lista de coisas nas quais a falta de perdão interfere e abaixo farei uma complementação.

1 – A falta de perdão nos faz sentir torturados.
2 – A falta de perdão provoca sentimentos de vingança.
3 – A falta de perdão nos impede de ser perdoados por Deus
4 – A falta de perdão retarda as respostas às nossas orações
5 – A falta de perdão nos leva a ver as falhas dos outros, mas não as nossas
6 – A falta de perdão nos leva a andar nas trevas.
7 – A falta de perdão nos impede de procurar o melhor para nossos relacionamentos...

Eu vejo isto ocorrer dentro de famílias, onde certa pessoa procura pequenas vinganças contra a outra pessoa, a qual ela mentalizou um mal feito e não consegue perdoar. Ela usa de uma máscara de felicidade incrível, convencível aos olhos dos outros, sendo que no interior de si mesma se morde de ódio e rancor necessitando até de acompanhamento psicológico para não cair de vez na depressão fatal.
Num coração assim não tem lugar para Deus, ali o Espírito Santo não convive e a pessoa passa a caminhar por uma estrada perigosa, fazendo alegria de demônios que um dia poderão levá-la de vez para o abismo final.
Perdoar é urgente, é necessário, não é uma tarefa fácil, porém o resultado traz uma grande felicidade e paz interior. Você tira a máscara da falsa alegria e se reveste do amor que Jesus ensinou. Veja o que Jesus disse:
“Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas” (Mateus 22:37-40)
Jesus nos ensinou a amar e não tem como amar a Deus, amar ao próximo, com rancor ou ódio no coração. Limpe seu coração. É um processo doloroso, porém, só você pode chegar a uma cura de você mesmo. O processo de cura do espírito pode ser longo, como eu já expliquei aqui num texto sobre cura da alma, e só você pode buscar esta cura nas mãos do Senhor. Comece agora de joelhos, na humildade e Deus te ajudará a limpar o teu espírito para receber o Dele.
Fique na paz do Senhor.
Por Alda Inácio

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.