16 abril 2021

Crentes evangélicos disseminando ódio

 Olá visitante amigo.

O assunto que trago nesse pequeno texto  tem uma certa relação com a vida política do nosso país, porém não é um assunto que eu goste de falar aqui e tenho sentido que é necessário tocar nesse ponto muito expressivo da atualidade.

Vou primeiro perguntar a você o seguinte: em quem você confia cegamente além do seu pai e sua mãe?

Sabemos que todo ser humano é passível de cometer pecado, consciente e incosciente e se alguém em quem você confia estiver cometendo pecado, repassando ódio de algo ou alguém e por confiar demais nessa pessoa você começar a fazer o mesmo?

Jesus veio à terra para nos ensinar a amar, porque o amor vem de Deus e o ódio é da parte de Satanás. De que lado você está? Já se perguntou se você está espalhando amor ou ódio? Você tem se policiado para saber o que é certo e o que é errado em tudo que você faz? 

O momento político que nós vivemos aqui no Brasil é delicado e esse e aqueles, que eu não quero citar nomes, estão doutrinando o povo de Deus com ódio contra jornalistas, ódio contra jornais, contra emissoras de televisão e temos visto irmãos repetindo palavras de ódio sem se dar contra de que estão cometendo pecado contra Deus. 

A reflexão sobre este assunto é necessária urgentemente, pelo motivo de que Deus usa  este e aquele para exortar, pregar, evangelizar e muitos deles tem caído. Sabemos que chegará o momento do julgamento em que Deus dirá:

Mateus 7:22,23 - Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

Então amigo, preste atenção na confiança que você tem num  ser humano, seja ele quem for. Você pode não saber, mas essa pessoa pode estar contaminada por algum interesse pessoal, financeiro, etc e você deve ficar atento para não se deixar levar pelo ódio derramado nessas mídias, até mesmo em pregações das mais altas e ilibadas cabeças da igreja na atualidade. Muito cuidado! Deus está deixando o barco navegar na onda, enquanto isso Ele observa o nosso grau de discernimento. Quem não tem discernimento é infantil na compreensão da Palavra de Deus. Ele nos ensina a sermos adultos na fé.

Não confie no homem, confie em Deus, o que sai da boca de um pregador deve sempre ser amor, jamais o ódio. Fique bem atento para estar isento da acusação de leviano, pecador, infantil que com certeza Deus está te observando e vai te cobrar um comportamento pecaminoso.  Somos justo, não é mesmo? Somos justificados pela fé e pelo amor de Cristo que morreu por nós naquela cruz, portanto vamos agir como justos.

Fique na paz do nosso Senhor e que Deus lhes dê sabedoria para saber ouvir, entender e se desviar de coisas que corroi o coração. Vamos nos manter fiéis à Palavra.

Deus lhe abençoe.
Por Alda Inácio

18 fevereiro 2021

Por que Deus não convive com o pecado?

 Olá amigos e passantes.

Hoje trago um texto nascido de uma experiência pessoal vivida de ontem para hoje e serviu para clarear mais ainda este ponto importante que é a convivência nossa com Deus. Eu estava com um problema de roubo de água da minha caixa de água que passa dentro das paredes de outra casa germinada com a minha. Isso vinha de uns 4 meses para cá. Sumia 500 litros de água diariamente da minha caixa. Eu passei a fotografar o relógio todos os dias. Até que não aguentei, chamei um pedreiro, resolvemos o problema e após confirmar a fraude enviei uma mensagem ao dono da casa, onde eu o descasquei. Não quero mexer com polícia, nada disso, mas, disse umas verdades à pessoa. Isso contaminou o meu espírito de tal maneira que hoje, ao tentar dialogar com o Espírito Santo, vinha em mente as palavras que eu disse a esta pessoa. Conclusão é que não consegui falar com o Espírito.

Foi então que compreendi mais a fundo as enormes consequências de estar no pecado e Deus se afastar de nós. Logo que analisamos esta impossibilidade da comunhão com Deus se fazer presente em nós, estando nós no pecado, vem em nossa mente os textos bíblicos que conhecemos: Deus não convive com o pecado porque ele é santo, é puro, o pecado nos afasta de Deus, etc. É bem mais do que isso. O pecado é feito pela carne e contamina nosso espírito. Com o espírito contaminado, Deus não consegue fazer comunhão conosco, nem nós com ele. O pecado cria uma barreira entre nós e Deus. 

Eu tentava conversar com o Espírito Santo e o pecado de ter desaguado aquelas palavras fortes contra a outra pessoa vinha na minha mente e impedia meu ralacionamento com o Santo Espírito. Foi uma esperiência real.

Nesse caso, o que fazer quando o próprio Espírito mostrou o meu erro? Quer dizer, ele tem sintonia comigo mas não consegue me consolar, ensinar, proteger, estar orientando minha vida, enquanto eu não me curar. Ele conseguiu apenas me mostrar o meu pecado. Da minha parte eu preciso urgentemente buscar a minha cura. Sei que se eu for no vizinho e pedir desculpas posso levar um tiro. Melhor calar, orar, pedir perdão a Deus e ir processando a cura. Ela vem,  porque o Espírito não se afastou de mim, prova é que ele me mostrou o meu pecado.

Temos que ter essa consciência complexa mas nada tão difícil que é compreender os porquês de cada situação, sempre observando resultados positivos ou negativos do que fazemos da nossa vida e que afeta nosso espírito, com isso afeta nossa comunhão com Deus. Conseguimos até orar, mas, nossa oração é morna. Então, para conseguir a cura, vamos orar muito e continuar buscando a comunhão com o Espírito Santo. Em poucos dias a cura se completa.

Deus esteja com todos vocês.

Por Alda Inácio


15 fevereiro 2021

Sábado ou domingo é o dia do Senhor?

 Olá irmãos, amigos, pessoas queridas que visitam este espaço. Sou muito feliz por suas visitas que vêem honrar a Jesus lendo algumas coisas que aqui escrevo, por glória eterna de Deus pai, o criador. E hoje venho conversar sobre este assunto que sempre foi confuso desde os primórdios e continua confuso, já que dividiu os filhos de Deus em múltiplas interpretações. E outros dirão que não há confusão nenhuma. Porém, no meu entender tem confusão sim!

Qual é o dia de descanso falado em êxodo? É o sábado.

O capítulo 31 versículos 15,16 e 17 diz assim:

Seis dias se trabalhará, porém o sétimo dia é o sábado do descanso, santo ao Senhor; qualquer que no dia do sábado fizer algum trabalho, certamente morrerá. Guardarão, pois, o sábado os filhos de Israel, celebrando-o nas suas gerações por aliança perpétua. Entre mim e os filhos de Israel será um sinal para sempre; porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, e ao sétimo dia descansou, e restaurou-se.

Voltemos ao passado e vamos ver que o calendário  foi criado na Mesopotâmia e os dias da semana homenageavam os astros, veja:

Dies Solis (Dia do Sol) - domingo
Dies Lunae (Dia da Lua) - segunda
Dies Martis (Dia de Marte) -  terça
Dies Mercuri (Dia de Mercúrio) - quarta
Dies Iovis (Dia de Júpiter) - quinta
Dies Veneris (Dia de Vénus) - sexta
Dies Saturni (Dia de Saturno) - sábado - Não trabalhavam

Até aí fica claro que no sábado não se trablhava, no caso o domingo trabalhavam. Domingo não tinha essa particularidade de descanso que tem hoje. A semana começava no domingo, o pessoal ia para o trabalho e cumpriam 6 dias de trabalho. Analise o texto bíblico: 

"Seis dias se trabalhará"

Domingo, segunda, terça, quarta, quinta e sexta.


No ano 321 o Imperador Constantino mudou o dia de sábado para ser no domingo, porque o sentido de DOMINGO era ligado ao nome do seu Deus sol, no caso o SOL era a divindade principal do seu império. Dessa forma, os Cristão, a partir daí, passoaram a não trabalhar no domingo por ordem do imperador. Decretou-se então a confusão. 

A Bíblia diz que devemos trabalhar 6 dias e um dia é para o Senhor. Se queremos seguir a Bíblia no pé da letra devemos trabalhar no domingo. Assim cumprimos o mandado. Pronto! Mas, a lei dos homens, em quase todos os países, exige o repouso do trabalhador no domingo. Se repousamos no sábado e domingo, descumprimos a Lei de Deus que diz trabalhar 6 dias. Então como colocar as coisas no seu devido lugar sem que os Cristãos firam a Lei de Deus e a Lei dos homens? 

Trabalhando 6 dias de segunda a sábado e descansando no domingo. Se você não trabalha 6 dias você está descumprindo a Lei de Deus. Quer dizer, a Lei dos homens obrigou o descanso aos domingos, um dia de descanso por semana. Não é a palavra sábado maior do que tirar um dia obrigatório para honrar a Deus. Foi tudo um arranjamento. Temos sim que deixar um dia para Deus. E temos sim que repousar um dia por semana.

Sabe o que nos impede de entender a Palavra de Deus? Nossa falta de discernir as coisas, onde um vocábulo tem mais sentido do que o ato de adorar a Deus. Ele queria preservar a humanidade de ser escrava do trabalho e instituiu dois atributos ao mesmo tempo: o descanso do ser humano e o culto ao Senhor.  Um dia da semana para Deus e para nosso repouso. 

O religioso idolatra o sábado e não a Deus.

Por Alda Inacio



Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre!