18 fevereiro 2011

Predestinação e salvação

PREDESTINAÇÃO E SALVAÇÃO


No texto anterior que leva o título de "Predestinação" eu me ative a explicar o domínio de Deus sobre os seres humanos, e nele eu falei que os grandes rumos da vida são tomados por Deus e que a nós resta escolher o que comer, o que vestir, onde ir, de quem gostar, e se em algumas destas decisões que tomamos como livre-arbítrio tiver uma decisão de "rumo de vida", nós  já não temos mais a liberdade de escolha é Deus quem decide. Nós só decidimos o que não influencia no destino da nossa vida.

Uma observação quero fazer antes de falar sobre predestinação e salvação, é o fato de como algumas religiões que não admitem a predestinação vêem a oniciência em Deus. Para estas religiões o Deus criador dá ao homem a escolha sem interferir, isto é, sem ter previsto, predeterminado, preconcebido. Esta visão de Deus é muito limitada e nela se revela a pequenês do homem que não consegue visualizar a grandeza de Deus. É impossível para Deus não saber previamente. A vida criada por Deus é um pacote fechado, com começo, meio e  fim, e o fato está bem claro na passagem de Apocalipse, onde  João tem a visão do futuro e a ele é revelado tudo o que ocorreria e ocorrerá à humanidade, o que ocorrerá  àqueles que não estiverem escritos no livro da vida.

Muita discussão desde Calvino,  contrapondo-se em alguns fatos em Jacó Armínio e bem debatido em Agostinho, pessoas que se destacaram nos estudos bíblicos em tempos que a Bíblia estava nas mãos de alguns somente. Hoje ela está na minha e na sua mão e portanto, podemos estudá-la e opinar sobre os fatos. Então, como pode ser  possível que Deus escolheu algumas pessoas para a salvação e outras para a perdição?

Na predestinação quem não ouve o chamado não é salvo e só ouve o chamado quem foi escolhido. É muito lógico isto dentro da predestinação.  Era necessário enviar Jesus? Sendo ele o executor das tarefas na Trindade ( lembram? Deus origem é o ser pensante, o Espírito Santo é o ajudador e Cristo o executor)... era necessário que Cristo se mostrasse às suas ovelhas, sim! Leve em conta que Deus amou o homem de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crer não pereça mas tenha vida eterna (João 3:16). Depois leve em conta que entre nós habita um anjo caído chamado Lúcifer, satanás, que em hebraico shai'tan  quer dizer adversário. Assim, sendo, num mundo onde satanás, o adversário de Deus habita em meio aos eleitos era necessário a vinda de Jesus porque a intenção de satanás é desviar até os eleitos.
Jesus veio resgatar nossos pecados e o fez por morte na cruz. Prova cabal. E mais, veio lembrar que ia de volta ao "céu" preparar lugar para as suas ovelhas. Pronto! Isto é tudo!

Argumentarão alguns: ...todos aqueles que nele crer... mas você sabe o que é crer? Crer é acreditar piamente em tudo o que ele fez, mandou fazer, ordenou e praticou.  Não adianta crer que ele  existiu. Tem que ser discípulo. Tem que amar a Jesus e segui-lo.  Tem que praticar a crença,  arrepender-se do pecado e vir a Jesus e saber que automaticamente pelo seu arrependimento reflete o ato no teu coração e teus pecados são  apagados no sacrifício de Jesus na cruz. Você deve vir ao batismo consciente, viver uma vida reta depois deste encontro com Jesus, crer em tudo que ele fez e botar em prática na tua vida. ISTO É CRER. Não é simples e só os eleitos entendem isto. E nós,  na nossa cegueira humana, não sabemos quem são os eleitos, portanto temos que pregar o evangelho à toda criatura, mesmo sabendo que muitos ouvem, tentam seguir e  ainda assim se desviam dos caminhos de Deus.

Paz do Senhor meus amigos e visitantes.

Por Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.