20 novembro 2016

Como entender a Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo

Quando se lê na Internet as interpretações sobre a Trindade, se vê que há um mistério nesta parte da Bíblia que ainda hoje causa divergência. Para explicar na simplicidade da escrita curta e rápida estas verdades bíblicas, eu vou me apegar inicialmente a um  versículo, ainda que tenha muitos outros que elucidam o fato.

As palavras de Jesus em Mateus 28:19 : "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo".

É necessário entender, antes de tudo, as razões que levaram Deus a se multiplicar em três. Vamos partir do princípio da necessidade de Deus em se desdobrar em 3. Se Ele não fosse criar coisas materiais, digamos os seres humanos,  ele não precisaria se multiplicar. Seria Ele só dando a ordem e tudo seria criado, mas Ele iria criar coisas materiais, seres humanos que só entendem coisas visíveis, palpáveis. Então foi preciso que entrasse em cena o Espírito Santo, não visível mas sensível aos humanos. Não o vemos mas sentimos, como o vento. Não vemos o vento mas sentimos, e também entrasse em cena Jesus, a parte material de Deus.

- Quem é Deus?
Ele é espírito, nunca ninguém o viu, porque Ele é invisível, também porque Ele é tremendo demais e se alguém pudesse vê-lo, o simples fato de vê-lo mataria a pessoa,  tal é seu poder e grandiosidade. 

- Quem é o Espírito Santo?
É o Espírito de Deus, isto é algo invisível, com poder de ação, o Verbo, exatamente como conhecemos a classe verbal, é o verbo quem age na frase, no caso leia (João 1:1) Antes era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Fácil de entender, o verbo foi quem tudo fez, os céus e a terra. Era necessário alguém que agisse e quem agiu foi o verbo, a Palavra da boca de Deus em forma de ordem, ação. 

Quando Jesus subiu aos céus veio o Espírito Santo e Ele teve funções importantes em Pentecostes e tem até o dia de hoje. Você que está lendo este texto, se não habita em você o Espírito Santo, você não será capaz ao menos de aceitar como verdade as palavras aqui escritas. É Ele, o Espírito Santo que me impulsiona a escrever e quem te fará entender o que está escrito, entre outras funções que ele tem. Também uma das mais importantes funções Dele é nos convencer de que somos pecadores e que precisamos de Jesus para herdar o céu.

Quem é Jesus?
Vamos entender que Deus viu antecipadamente toda a criação, desde Gênesis até o que ainda está por vir. Lembremos que Deus é onisciente, onipresente e onipotente, pode estar em todo lugar, no passado, no presente e no futuro onde nós ainda não chegamos. E assim Ele viu a necessidade de vir à Terra, ser humano como nós, porque só assim Ele mostraria a nós que Ele tem poder, é Deus e cumpre promessas. Prometeu que alguém viria morrer por nossos pecados, então Ele fez nascer do ventre de uma mulher Jesus, bem humano, bem como nós.

Jesus á a promessa viva e teve muitas funções além de perdoar pecadores, ensinar como viver para alcançar a Salvação, e mais, Jesus venceu a morte e está vivo no céu. Quer exemplo de poder maior do que este? Pois é exatamente isto que nos impulsiona a crer que iremos vencer a morte eterna, como Jesus venceu. Ele é Deus tem poderes ilimitados, Ele foi de carne e osso e está escrito que a carne não herdará o céu, mas que para herdar o céu é preciso ter  um corpo incorruptível.

Lembra que Jesus apareceu para várias pessoas após sua morte e cada vez com um corpo diferente? Ele ainda não tinha recebido o corpo incorruptível. E alguns dias depois, sob os olhos dos apóstolos, subiu definitivamente para o céu. Tudo isto são mistérios que não podemos compreender. Só fica claro para mim a necessidade de Deus ser  a Trindade porque cada uma das partes da Trindade teve um papel fundamental na criação.

Acima eu falei da importância de cada um dos três e abaixo leia os versículos onde vemos que os três são UM.

Veja João 10:30:
Eu e o Pai somos UM.

Veja 2Samuel 7:22:
Portanto, grandioso és, ó Senhor Deus, porque não há semelhante a ti, e não há outro Deus senão tu só.

Isaias 45:6:
Eu sou o Senhor, e não há nenhum outro.

Apocalipse 22:13:
 Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.

Eu fecho esta compreensão do estudo sobre a Trindade ao ler o versículo dos mais misteriosos da Bíblia que está em I Coríntios 15:28 E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.

Veja bem o quanto este versículo de Coríntios nos leva a crer que o  Espírito Santo e Jesus Cristo foram necessários para a criação de tudo, porque virá um dia em que eles não serão mais necessários e Deus será novamente UM quando Deus for TUDO EM TODOS. 

Que Deus abençoe a todos que leram este texto. Amém!

Por Alda Inácio




Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.