09 junho 2017

O que há de bom em abençoar seus inimigos?

Algum tempo atrás o Espírito Santo falou abertamente ao meu coração que já era hora de mudar minha posição espiritual, deixar de ser aquela pessoa que busca ajuda espiritual para ser aquela pessoa que dá ajuda espiritual.

Antes vamos deixar claro que todos nós, desde o mais simples irmão, ao mais bem preparado em espírito, sempre vai precisar de ajuda, de oração, de arrego, porque todos nós estamos na carne e a carne subjuga qualquer reação altruísta espiritual para nos botar de joelhos diante das nossas fraquezas. Veja que até em pensamentos pecamos, então imagina nossa constante necessidade de dobrar os joelhos diante do pai.

Dobrar os joelhos diante das fraquezas é humilhante, porém dobrar os joelhos diante do Pai não tem significado de fraqueza, muito pelo contrário, a humildade daquele que dobra o joelho diante de Deus faz dele um forte ao se por de pé. O poder da graça de Deus faz dele um forte. 

O que eu quero explicar neste texto é que chega um momento na vida do cristão em que Deus exige dele uma atitude adulta espiritualmente. Você passa a ser aquele que amais abençoa e menos lamenta,  menos choraminga,  deixando as suas próprias necessidades em segundo plano. 

A grande questão que se levanta diante  desta mudança de comportamento é o resultado que o indivíduo obtém de retorno. Irmão, você não tem ideia do que seja o retorno para si mesmo por ser um indivíduo abençoador. É como se cada bênção que você deseja a outros volte para si mesmo em dobro.

Quando se fala em inimigos estou me referindo à pessoas que nos fazem mal, nos trazem sofrimento, isto é comum na vida dos irmãos e de todas as pessoas. Somos atiçados a ver, ouvir, fazer coisas que não são aprovadas por Deus e mesmo que não façamos nada que desaprove a Deus, passa o pensamento pela nossa cabeça e polui nossa mente. Tanta coisa maligna chega a nós via tv, principalmente em casas onde a família não tem um bom discernimento para filtrar o que pode e o que não deve assistir. 

Outra fonte de inimizade são criadas em discussões em família, ou entre amigos, também nas mídias sociais, para quem é acostumado a elas. Inimigos também são aqueles que nos criticam por sermos crentes, e tem os que se mostram claramente e tem os que nos crivam pelas costas. Você adquire o hábito de abençoar estas pessoas e isto, uma vez aprendido este hábito e levado a sério, ela passa a ser o grande separador de águas entre aquele menino espiritual que você foi e a grande pessoa que você passa a ser diate de Deus. 

Creia nisto irmão,  todas as bênção que você desejar para outras pessoas voltam dobradas para você., portanto abençoe, abençoe, abençoe..... todas as pessoas diariamente, minuto a minutos, em silêncio, mentalmente ou, em palavras sussurradas. Abençoe quem passa por você, abençoe aquela pessoa que acabou de falar com você no telefone, desligou em silencio você abençoa. Faça isto constantemente e verá uma mudança grandiosa na sua vida espiritual, pode acreditar.

Deus esteja com você que acabou de ler este texto e Deus te abençoe.


Por Alda Inácio.



Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.