06 abril 2008

British Journal of Psychiatry - robô ajuda a detectar paranóia

Olá gente linda! Olha euzinha aqui toda novinha, descansadinha depois de uma semana de férias gostosas! Vi coisas lindas por onde andei e agora meti minha cara no jornal e li :"os cientistas do British Journal of Psychiatry estão usando um cenário fictício e robôs para descobrir pessoas portadoras de paranóia. Nossa gente ! Acho que eu me enquadro neste diagnóstico. Nem precisa montar o cenário para minha análise pessoal, eu monto mentalmente, vejamos:
Será que eu tenho paranóia?
1 - Primeiro sintoma : Sou de poucos amigos, não tenho paciência para ficar jogando conversa fora, ocupo meu tempo aprendendo coisas, lendo, criando.... olha sintoma de paranóia aí gente !
2 - Segundo sintoma : Amo o Deus criador e detesto religiões; olha outro sinal de paranóia aí gente !
3 - No amor já estive apaixonada três vezes por três pessoas diferentes que nem sabiam da minha existência, olha um grande indício de paranóia aqui, meu deus, e ainda para piorar: a pessoa que mais amei na vida eu abandonei ! Paranóia na certa.
4 - Adoro solidão, falo sozinha....ai ! Este indício é forte e rio sozinha das bobagens que coloco aqui; pronto ! Nem precisa ir mais além ! Paranóia em alto grau !
5 - Já fui taxada de paranóica quando certo alguém "normal" descobriu que eu tenho pseudo e escondo meu currículo atrás deste pseudo; ai que coisa louca ! Esta sou eu gente? Tenho dupla personalidade, veja lá um arquetipo definitivo de paranóia e sou capaz de descrever meu pseudo como se fosse outra pessoa. E o mais agravante de tudo é que vejo coisas que outros não vêem, como foi o caso de dois posts que coloquei aqui sobre "tráfico de pessoas", e tantos outros que soam normais para os outros e são o fim da picada para mim.
Para piorar : critico até o governo do Lulinha e eu adoro o Lula, pode? Isto não é desequilíbrio, isto é paranóia mesmo! Ou será que eu deveria ser diferente?
NÃO ! Não poderia, pois se o fizesse eu estaria de comum acordo com a mesmice do ontem, do sempre e prefiro ser considerada paranóica, mas uma paranóica lúcida e tenho dito !
Ai que lindo é o amor, a vida, e os lugares desta Europa onde eu estive; nem conto ! (rsrsrsrsrs)
Por Alda Inacio
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.