24 abril 2018

A maravilhosa conversão de SPURGEON

Copiado do site : www.charleshaddonspurgeon.com

A história da conversão de Spurgeon é amplamente conhecida, mas pode muito bem ser repetida, e não pode ser contada melhor do que com as palavras com as quais ele próprio a apresentou.

Às vezes penso que eu poderia ter continuado nas trevas e no desespero até agora, se não fosse a bondade de Deus em mandar uma nevasca num domingo de manhã, quando eu ia a um certo local de culto. Dobrei uma esquina, e cheguei a uma pequena Igreja Metodista Primitiva. Umas doze ou quinze pessoas estavam ali presentes. Eu tinha ouvido falar dos metodistas primitivos, e que eles cantavam tão alto que davam dor de cabeça às pessoas; mas isso não me importou. Eu queria saber como poderia se salvo.

O ministro não tinha vindo nessa manhã; suponho que foi impedido pela neve. Por fim, um homem muito magro, um sapateiro, ou alfaiate, ou algo do gênero, subiu ao púlpito para pregar. Pois bem, é bom que os pregadores sejam instruídos, mas esse homem era realmente ignorante. Ele foi obrigado a ficar grudado no texto pela simples razão de que tinha muito pouco para dizer. O texto era - "OLHAI PARA MIM, E SEREIS SALVOS, VÓS, TODOS OS TERMOS DA TERRA" (Isaías 45:22).

Ele nem sequer pronunciou corretamente as palavras, mas isso não teve importância. Ali estava, pensei eu, um vislumbre de esperança para mim nesse texto.

O pregador começou assim: "Esta passagem é de fato muito simples. Ela diz: "Olhai". Ora, olhar não custa nada. Ela não manda, levantar o pé ou o dedo; é só "Olhai". Bem, ninguém precisa cursar faculdade para aprender a olhar. Você pode ser o maior tolo, e, todavia, pode olhar. Ninguém precisa ganhar mil (libras) por ano para olhar. Qualquer um pode olhar; até uma criança pode olhar.

Mas depois o texto diz: "Olhai para Mim". "Ai!", disse ele no linguajar comum de Essex, "muitos de vocês ficam olhando para si mesmos, mas não adianta olhar ali. Vocês nunca encontrarão conforto em si mesmos. Alguns dizem que olham para Deus o Pai. Não, olhem para Ele posteriormente. Jesus Cristo diz: "Olhai para Mim". Alguns de vocês dizem: "Temos que esperar pela operação do Espírito". Vocês não têm que fazer nada disso neste momento. Olhem para Cristo. O texto diz: "Olhai para Mim".

Depois o bom homem seguiu o seu texto desta maneira: "Olhai para Afim; eu estou suando grandes gotas de sangue. Olhai para Mim; eu estou pendurado na cruz. Olhai para Mim; eu estou morto e sepultado. Olhai para Mim; ressuscitei. Olhai para Mim; subi ao céu. Olhai para Mim; estou sentado à direita do Pai. O, pobre pecador, olha para Mim). Olha para Mim!"

Tendo conseguido esticar sua fala por uns dez minutos, acabou--lhe a corda. Então ele olhou para mim, embaixo da galeria e, posso dizer, havendo tão poucas pessoas presentes: ele sabia que eu era um estranho.

Fixando seu olhar em mim, como se conhecesse todo o meu coração, disse: "Jovem, você parece estar em miseráveis condições". Bem, eu estava miserável, mas não estava acostumado a ouvir do púlpito observações sobre a minha aparência pessoal. Contudo, foi um golpe certeiro, atingiu o alvo. Ele continuou: "E você estará sempre em miserável situação - miserável na vida e miserável na morte - se não obedecer ao meu texto; mas, se lhe obedecer agora, neste momento, será salvo". A seguir, levantando as mãos, gritou como só um metodista primitivo o poderia fazer: "Jovem, olhe para Jesus Cristo. Olhe! Olhe! Olhe! Você não tem que fazer nada senão olhar e viver!"

De pronto enxerguei o caminho da salvação. Não sei o que mais ele disse - não prestei muita atenção nisso - eu estava por demais possuído por aquele só pensamento.

Deus esteja com você meu irmão que está lendo este teto.

Por Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre!