09 maio 2008

O amor é o limite

Neste post eu gostaria de falar dos limites das emoções humanas, a felicidade, a dor e o prazer. Falando de mim, sou alguém que se ilude e se desilude com facilidade, sou passional e quem é passional sofre mais do que pessoas racionais. Creio que o impulso da vida é a busca por algum tipo de limite que nos faz mais, ou menos loucos, mais ou menos normais, mais ou menos passionais. Nós levamos a vida em busca de coisas que nos completem, no entanto, creio que a busca da maioria das pessoas é pelos limites extremos do bom viver. Neste sentido, o que seria o bom viver para você? Para alguém passional e apaixonado pela vida como eu, o meu limite é o amor com toque de paixão, sem o quê eu não saberia pensar a vida. Mesmo estando sozinha, por força das circunstâncias, o que move a minha vida é esta ilusão de felicidade ligada ao amor.
Eu observo o mundo ao meu redor e vejo as fraquezas das pessoas na busca destes limites de gozo da vida e para muitas pessoas os limites são completamente indefinidos. No lugar deles, ou para atingi-los, buscam os vícios, álcool, drogas.
Eu adoro músicas e tenho admiração, como todo mundo, por certos cantores e cantoras e nesta busca de conhecer meus ídolos, observo com atenção os limites destes cantores, as vezes bem estampados nos shows. Veja o caso de uma cantora que eu gosto muito que é uma italiana chamada Gianna Nannini. Tenho acompanhado sua escalada e qual não tem sido minha surpresa ao ver o estado com que ela tem-se apresentado nos shows atualmente. Ela é um grande sucesso na Italia, na Europa em geral e, de alguns anos para cá tem caído tanto, anda mal vestida, drogada, mal consegue abrir a boca para cantar. Virou um lixo na vida.
Creio que Gianna, no lixo em que está agora, é um exemplo de quem não tem limites ou ultrapassou os limites sem se dar conta do julgamento alheio. Creio que as drogas como limites para alcançar o prazer é o pior caminho que alguém pode seguir e com ela o amor que deveria ser o limite da vida fica sem sentido e sem valor.
Para mim o amor é o limite, é o máximo que alguém pode ter, com um toque de paixão, muita liberdade para expressá-lo e o mundo que se dane. Drogas, álcool, o que pode proporcionar como máxima de prazer?
O sentimento de amor é a melhor droga que pode existir; ela acalma e excita, faz sorrir e faz chorar de alegria, cura todos os males... um toque de amor pode delinear o arco iris, pode despertar o sol no meio da noite, pode nos levar para uma viagem sem fim e neste vai e vem de qualidades do amor se encontra o limite extremo da felicidade.
Por Alda Inacio
Comente, deixe sua mensagem.
Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.