04 maio 2009

A marcha da maconha

Certo é que estamos num país livre, certo é que a liberdade urge em todos os sentidos, certo! No entanto a época é de gente medíocre, sem criatividade, gente mal amada, mal informada, gente doente da mente, corpo e espírito. Maconha, marcha da maconha, maconheiros, pessoas sem estrutura, pra não dizer sem cultura. Eu repudio tudo isto porque é o fundo do poço e fazer bandeira com gente no fundo do poço é medíocre. Onde estão as pessoas do passado, que primavam pela inteligência e sabiam usá-la para melhorar as próprias vidas? Onde está o ser humano criativo, limpo, digno, altruísta, espiritual que tanto fez para melhorar o mundo em que vivemos?

Realmente eu devo estar falando para as parades vazias; eu devo estar cacarejando para o nada, pois se a marcha da maconha for reveladora do potencial de capacidade humana perdida nos calabouços das drogas, então pelo seu número de participantes podemos dizer: que pena ! Que calamidade encontram-se os pobres de espírito neste país.

É isto aí camaradas! Levem seus filhos para a passeata, levem seus netos, seja o primeiro a oferecer-lhes este produto, dê o exemplo, porque dizem que filho de peixe, peixinho é ! Quem sabe estes juízes que autorizaram estas passeatas queiram colocar na Constituição Brasileira um artigo pedindo respeito pela referida passeata, respeito para com pessoas quem usam drogas. Parabens! Esta história é mesmo super atrativa divulgada no mundo. O Brasil vai acolher os clientes que virão de todos os cantos do mundo comprar maconha, já que a propaganda é atrativa. Eu devo ser uma pessoa muito atrasada por condenar tudo isto !

Por Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.